junho 29, 2013

Fall - Capítulo 2

Na madrugada de hoje, postei duas Fics no AnimeSpirit [aqui e aqui] leiam.

Capítulo 2 - Encontro
 " Você é meu melhor amigo, e eu te amo, e eu te amo. Sim, eu amo"


       Ficamos quase 3 horas no shopping, minha mãe precisa se tratar.
Fui para a casa da Lis e voltei às seis para me arrumar. Quase uma hora e vinte minutos depois terminei de me arrumar (escolhe o de sua preferência) e fiquei aguardando Kurt na sala de estar com minha mãe. Ela estava mais empolgada que eu.
       Não demorou muito e ele chegou.
Foi um fofo com minha mãe e fomos para algum lugar daquela enorme Cidade.


[...]

      Kurt é um fofo. 
Nunca imaginei que ele seria tão carinhoso e engraçado. Jurava que era metido.
Após o jantar, fomos dar uma volta em um praça que ficava perto da minha casa.
_  Então Mary, o que gosta de fazer? Prefere festas ou gosta mais de ficar em casa mesmo?
_  Eu adoro festas, adoro mesmo. Só que sempre que eu vou, acabo bebendo um pouco e minha mãe fica puta .. sem contar alguns fotógrafos chatos que aparecem pra falar merda e acaba sobrando pro Justin.
_  Vocês são melhores amigos né?
_  Sempre *-*
_  Tem tempo que não os vejo juntos
_  Ele vem daqui 1 mês, graças a Deus.
_  Então era para estar feliz
_  Ficamos quase 5 meses sem se falar Kurt, e ontem quando nos falamos a saudade aumentou. Sempre fico assim, mas um dia isso passa. Pelo menos eu acho... mas não quero falar sobre isso
_  Quer falar sobre o que então?
_  Sobre o que me disse hoje mais cedo lá na escola
_  O que?
_  Não se faça de desentendido. Me fale a verdade Kurt ... você gosta de mim desde o jardim de infância?
_  Sim
_  E porque nunca falou?
_  Sei lá .. medo talvez
_  Medo de levar um não né? Entendo.
_  Mas Mary, o que acha disso?
_  O máximo haha
_  Sério?
_  Sim

      Ele deu um passo longo, parando em minha frente e selou nossos lábios.

_  E isso também é um máximo?
_  Mas que máximo - sorri e selei nossos lábios mais uma vez -

[...]

Faltavam ainda 2 semanas para Justin chegar ...

           Minha mãe tinha acabado de me deixar na escola quando começo a escutar alguns cochichos da metade da escola assim que eu passava por cada uma delas.
Eu estava começando a ficar irritada quando Lisa chegou me abraçando:

_  Ei amiga, como você está? Você deve estar muito mal né
_  Como assim muito mal? Estou ótima. Dormi das 7 da noite até agora, acredita? Me sinto outra pessoa haha
_  Então você não viu?
_  Vi o que?

          Quando ela abriu a boca pra me responder, Cassie, uma das patricinhas da escola chegou dizendo algo que me irritou completamente.

_  Olha só a amiguinha do mais novo maconheiro
_  WHT?
_  Ué, não ficou sabendo? Que tipo de amigo o Bieber é por não ter te contado nada?
_  Maconheiro? Bieber? Eu não estou entendendo
_  Veja - disse entregando um papel imprimido nas minhas mãos - Sai isso ontem, pensei que já sabia fofa.
_  Que fotos sãos essas?



_  Lis ...
_  Eu ia te contar, mas..
_  Mas eu fui mais rápida. Quando ele chegar diz que eu quero fumar com ele? HAHA Bieber virou um maconheiro de merda.
_  Desgraçada

            Não pensei sequer uma vez antes de voar pra cima dela.
Só vi o sangue por dentro das minhas unhas. 
Seu belo rosto de maquiagem estava todo ensanguentado e seu cabelo super bagunçado. Fora o dente que consegui arrancar em um dos socos que apliquei nela.
         Só não a matei porque Kurt me segurou e o diretor segurou Cassie.
Isso tudo aconteceu na entrada da escola.


[...]

_  Onde estava com a cabeça? - questionava minha mãe - 
_  Ela é uma vadia
_  Sem ofensas Senhorita Good - dizia o diretor - 
_  Mas ela é sim uma vadia. 
_  Você precisa se desculpar com ela pelo que fez
_  Jamais. Primeiro que odeio isso de pedir desculpas, e segundo que ela merecia isso e merece mais. Só não terminei o que tinha começado porque vocês fizeram o favor se interromper.
_  Mary Jane, peça desculpas para ela agora
_  Qual é a sua mãe? Agora deu pra ficar do lado dos outros é? Que saco. Olha isso - disse entregando a foto que ela havia me dado - Ela chamou o meu melhor amigo de "maconheiro de merda." e disse pra eu falar pra ele chamá-la quando for fumar. Mãe, eu ODEIO essa garota e eu não vou pedir desculpas porra nenhuma .. 
_  Sinto muito, então se for assim, você terá que ficar uma semana expulsa
_  Beleza
_  Espere só quando chegarmos em casa
_  Vai me bater? Tem uns 10 anos que você não faz isso, não seria agora que faria. E eu nem ligo, defendo sim meu amigo e se for preciso eu até mato. Agora vamos embora logo senão vou ser obrigada a enforcar essa desgraçada se ela continuar rindo.


[...]


     DROGA!!
Essa garota sempre faz um inferno na minha vida.
_  Suba já para seu quarto e você não vai sair de lá tão cedo.
         Subi, deitei em minha cama e meu celular tocou:

                          - Oi Jan
                          - Justin *-------*
                          - Adivinha?
                          - O que?
                          - Acabei de chegar
                          - AH MEU DEUS. MAS ERA SÓ DAQUI 2 SEMANAS!
                          - Consegui mais esse tempo de folga. Chego em casa daqui uns 5 minutos.
                          - AAAAAAH QUE SAUDADES.
                          - Vem aqui me ver quando chegar da escola?
                          - Vou dar um jeito .. agora preciso desligar. Beijos!

    Sim, desliguei na cara dele e fui bolar um plano.
Plano esse que veio em mente em alguns segundos. Tranquei a porta do meu quarto e liguei uma música alta ... pulei a janela.
         Pelo Justin eu faço tudo, pulo a janela até do mais alto prédio que existir. Quando consegui chegar lá embaixo, minha mãe estava conversando com nossa vizinha. Droga, droga e drogas.

_  Mary??? Onde você vai garota? Qual parte do "você está de castigo" não entendeu?
_  O JUSTIN CHEGOU MÃE
_  Não minta, ele só vai chegar daqui duas semanas
_  Mãe, ele acabou de me ligar. Eu preciso ir, tchau.
         Sai correndo e deixei ela falando sozinha.
Mas tenho certeza de uma coisa, ela vai me matar quando me ver novamente.
              Eu estava correndo o mais rápido que podia, então senti a presença de um carro perto de mim, gelei.

_  Mãe? - disse com a voz mais assustada do mundo -
_  Entra!
_  Mas...
_ Entra agora Jan.

                     Fiz o que ela pediu e por incrível que pareça, ela continuou a diante.

_  Você é a melhor mãe do mundo - disse dando um abraço de lado nela - eu te amo.
_  Tudo pelo Justin né? Você não tem jeito.
_  Ela chamou ele de..
_  Eu sei, esquece isso. Você sabe que é mentira né? - afirmei com a cabeça e ela continuou - Então tudo bem.

         Podem ter certeza de que se o Justin não tivesse chegado, ela não iria ter feito isso. Mas ela sabe o quanto eu amo aquele garoto e sabe o quão importante ele é pra mim. Por isso ela aceitou de boa, ela sabe que se não me levasse, de algum jeito eu acabaria indo até lá.


[...]

_  Tia Pattie - falei gritando assim que cheguei e depositei um abraço cheio de saudade nela - que saudades.
_  Oi minha pequena - disse com seu sorriso mais lindo - Eu também estava com muitas saudades.
_  Cadê o Justin?
_  Ele...

           Não deixei ela terminar e sai correndo pra dentro da casa dela.
Subi as escadas com a diferença de 3 degraus e cheguei em seu quarto. Ele estava dormindo.

_  JUUUUUUUUSTIN!!!!!!!!!! AAAAAAAAAAAAAAAAH MEU DEUS. QUE SAUDADES POXA
                 Pulei em cima dele e o mongoloide ao menos se mexeu. Que tipo de sono é esse? Eu em ...

_  Ah, qual é Bieber .. acorda aí... Eu preciso abraçar você, estou com tantas saudades meu branquelo
               Remexia aquele veado mas ele ao menos resmungava.
Quando me levantei da cama para descer e esperar a anta acordar, senti ser puxada de volta para um abraço muito confortável. Um abraço que só ele conseguia me dar, abraço esse que me faz sentir milhões se sentimentos de uma vez só.

_  Eu também estava com saudades minha princesa. Poxa, nem sei como consegui me controlar por tanto tempo fingindo estar dormindo e sem ao menos deixar escapar um sorriso.
_  Awn meu Juss! Que saudades

  Eu o abraçava de todas as maneiras possíveis, dava beijos de todas as maneiras possíveis. Estávamos vermelhos e com os cabelos bagunçados.

_  Credo, somos tão brancos que nossa pele nem aguenta um abraço que já fica toda vermelha haha seu Transparente.
_  Mas então, porque não está na escola?
_  Porque bati em uma vadia e estou expulsa por uma semana
_  VOCÊ BATEU EM UMA MENINA? :O PORQUE?
_  Ela te xingou. Vagabunda. Eu só não a matei porque o Kurt me segurou
_  Quem é Kurt
_  Um rolo que eu tenho
_  O QUE ?
_  Em breve vamos assumir nossa relação para todos
_  Ele precisa vir conversar comigo antes
_  Não mesmo, você não é meu pai
_  Mas sou seu melhor amigo e seu protetor.
_  Chato.


[...]

Mary: Justin, me explica agora isso de "Lolly"  "Espero que você me massageie, espero que você aguente quando eu a fizer me chamar de Bobby. Tenho um pedaço de doce e é todo pra você"

JB: É legal
Mary: Não, não é. "Ela mexe aquele *** nela e eu caio na cadeira. Bundas, estou doido (...) eu perfuro e dou tapa tolamente." Justin, tem noção mesmo da letra dessa música?
JB: Claro, senão não cantaria
Mary: Vai bancar de grosso agora?
JB: Não Mary, é que essa música é muito legal
Mary: Pra quem?? Pra Selena que vai gritar "Oh Bobby, deixa eu chupar seu pinto"
JB: MARY !
Mary: Que foi? Não é legal? Ou então é para aquelas vadias que vivem saindo com você pra ganhar fama. As "profissionais", se é que me entende. Elas estão loucas pra chupar seu Pirulito Justin. Já estão até perdendo as calcinhas por isso. Sério, não curti. Achei ofensivo.
JB: Você está com ciúmes Mary? É isso mesmo? haha
Mary: Sim Justin, eu estou com ciúmes. E olha, mudando de assunto, mas continuando falando de música, me senti ofendida por você começar a falar que a Selena é sua melhor amiga. Tudo bem que vocês namoravam e tal, mas não é ela sua melhor amiga. Até "Fall" você escreveu pra ela cara, você tem sérios problemas. Justin, ela é muito legal, muito meiga e carinhosa, mais olha, nada haver escrever uma música pensando que iria ficar pra sempre com ela. E eu tenho certeza que você fez achando que o relacionamento de vocês iria durar mais.
JB: Credo. Quer que eu vá embora?
Mary: Não, a casa é sua. E você sempre faz isso quando não gosta de ouvir a verdade né? Como você mudou em Justin.
Pattie: Crianças? Tudo bem aqui? Não vão me dizer que estão brigando novamente.
Mary: O Justin está agindo como idiota. Parece que a fama subiu pra cabeça, né estrelinha?
Pattie: Isso acontece com todo mundo. Eu pensava como você querida, mas infelizmente não é assim. Justin precisa muito de você e também precisa ter uma conversa séria contigo
Mary: Sobre o que?
Justin: Depois eu conto
Pattie: Justin...
Justin: É sério mãe
Mary: Credo gente, o que é?
Justin: Vem aqui na hora do jantar
Mary: Tudo bem
Justin: Quer jogar comigo?
Mary: Que tipo de jogo?
Justin: Basquete
Mary: Vamos - falei sorrindo -
Justin: O que você está aprontando em? Antes criava toda uma história pra depois jogar
Mary: Tudo mudou - bati em seu bumbum e sai correndo pra fora -
-  continua  -
 Vocês viram o aviso de ontem né? Pois é .. está aí o segundo capítulo. Espero que tenham gostado. Beijos, obrigada pelos comentários ♥ Depois explico o motivo de tanta demora. Amo vocês !

7 Comentários

7 comentários:

  1. Perfeitooooooooooooooooooooo *-* continua!!!

    ResponderExcluir
  2. *OOOOOOOOOOOOOOOO* PERFEITO!!! QUE VACA, NINGUÉM XINGA O JUSTIN FLW? DEVIA TER MATADO MESMO, EU TERIA, PORRA, SOME VADIA RUNF
    QUE LINDO JUSS COM CIUME <3
    CONTINUAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

    ResponderExcluir
  3. *-*
    Que perfeito, continua, ha' quebrei a cara daquela vagabunda!
    Coontinua

    ResponderExcluir
  4. Aaaaaah scrrr tá mtt bm continuaaaaaa

    ResponderExcluir
  5. CARALHOWWW CONTINUA ISSO LOGO VÓ DA NA TUA CARA !!!
    CARA QUE PERFEITO
    ONT
    LEITORA NOVA

    ResponderExcluir
  6. PFV
    CONTINUAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
    SE NÃO EU MORRO

    ResponderExcluir

Beijos e até o próximo capítulo *-*

Copyright © 2013 | Design e Código: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal