julho 28, 2013

Fall - Capítulo 17

Capítulo 17 The Letter


"Cause she gets the light that is in me, but she don't know."

[...]


           A última vez que vi Justin, foi a quase 1 mês atrás. Estou com saudades, mas estou muito magoada pelo que ele fizera, ele não podia ter feito isso.

           Tinha acabado de voltar da casa da tia Pattie quando vejo o carteiro saindo. Fui até o correio e adentrei minha casa. Coloquei as chaves na mesa e me sentei para ver se tinha alguma correspondência para mim. Assim que abri, fiquei surpresa ao ver uma com Justin como remetente. 



 Jan, Eu gostaria de lhe agradecer pelas inúmeras vezes que você me enxergou melhor do que eu sou. Pela sua capacidade de me olhar devagar, já que nessa vida muita gente já me olhou depressa demais. Obrigada por estar comigo no momento mais difícil da minha vida... não está sendo nada fácil ficar preso nessa clínica de reabilitação e não poder fazer os meus shows, não poder ver as minhas Beliebers ...  me desculpa por eu ter feito isso, mas eu prometo que jamais irei repetir, que nenhum outro problema será motivo para eu voltar a usar drogas, que nenhum motivo me deixará ser fraco de novo. Eu te amo Jan, vem me ver.
                                               - Justin, xoxo .
( a parte em itálico é de um autor desconhecido. )

           Eu estava chorando, eu me senti a pior pessoa do mundo por não estar com ele, por não ter ido visitá-lo durante esse 1 mês que ele estava internado. Eu sou um monstro.

_  Filha, desça .. Pattie está aqui.

          Lavei meu rosto e desci.

_  Oi tia.
_  Oi querida, estava chorando?
_  Eu sou a pior pessoa do mundo.  - falei voltando a chorar.
_  Porque diz isso?
_  Eu abandonei o meu melhor amigo, eu não deveria ter feito isso.
_  Ei Mary, não pense assim .. ele prometeu não fazer novamente e fez, é normal que você o deixe para ficar um pouco sozinha. Todos nós te entendemos, está sendo difícil pra mim também, mas eu tenho fé em Deus que ele sairá dessa.
_  E ele vai sair, porque eu vou ajudá-lo.

              Disse firme e subi até meu quarto pegando um casaco e minha bolsa.

_  Eu vou até a clínica.
_  Quer que eu te leve?
_  Não tia, eu vou fazer isso sozinha. Até mais .. ligo avisando.

             Peguei um táxi e fui à caminho da clínica.

[...]


        Já não tinha mais futuro. Não consegui enxergar como poderia escapar da minha dependência, eu estava perdido. Estava prestes a explodir e incapaz de parar. Não sentia vontade de fazer mais nada a não ser a usar a droga.

        Eu precisava da Jan comigo, só ele me daria forças nesse momento tão complicado que estou passando. Eu sei errei, sei que o que fiz não merece perdão, mas eu a amo e sei que ela sente o mesmo por mim.

_  Justin, chegou isso pra você.

        Fui até a porta e peguei um papel com o enfermeiro. Era uma carta, uma carta de Jan.


 Seria bem mais fácil se eu desistisse de você agora, seria tudo tão menos complicado e menos doloroso... Mas não Justin,  eu não desistirei de você, porque eu nunca vou achar alguém que pensa como eu, que sabe as coisas que eu quero, as coisas que eu preciso, os carinhos, as palavras, que só você consegue me dizer. Eu quero ficar só com você, todos os dias da minha vida. Mesmo sofrendo com tudo isso, sinto que vale a pena, porque eu estou aprendendo a ser forte. Todos falam para eu desistir, todos me pedem isso, por mais que ela peçam, por mais que gritem isso em meu ouvido, eu não vou ouvir. Eu não vou deixar tudo pra trás e pode ter certeza que eu não vou desistir de ti, eu não vou desistir de nós… Nem agora, nem amanhã, nem nunca. Eu te amo meu anjo, muito, bem grandão :)                                                 Da sua pequena, Jan.

            Eu estava sorrindo e orelha à orelha. Cara, tinha tempo que eu não ficava tão feliz assim.

            Coloquei a carta dentro de uma gaveta e peguei uma toalha, seguindo para o banheiro. Fiquei meia hora debaixo do chuveiro sentindo aquela água fria cair sobre meu corpo. 

          Vesti uma roupa que minha mãe tinha trago e deitei olhando pro teto, até escutar um barulho na maçaneta da porta. Imaginei ser um dos enfermeiros e nem liguei, até ver a garota mais linda do mundo adentrar aquela sala.

          Quando eu abri a boca para falar com ela, ela pulou em cima de mim com um abraço de urso que nos fez cair por cima da cama. Caímos no riso por ela ter batido a cabeça.

_  Agora está dolorido 
_  Agorinha passa ... meu Deus, Jan.
_  Que foi?
_  Eu pensei que você tinha desistido de mim.
_  Eu só queria um tempo pra pensar, eu jamais iria desistir do meu melhor amigo. Te peço perdão por não ter vindo antes, mas acontece que você me decepcionou demais com isso.
_  Desculpa Jan, eu sei que o que fiz foi errado .. mas eu vou sair daqui limpo, nunca mais irei deixar a droga chegar perto de mim.
_  E dessa vez é verdade?
_  Sim Jan, eu não quero mais ficar internado .. saber que todos sofrem por minha culpa é ruim.
_  Esquece as coisas ruins, pense nas coisas boas que você sairá logo daqui.
_  Então eu vou pensar em você.  - falei segurando sua mão.

             Ela sorriu pelo nariz, olhou nossas mãos unidas e subiu o olhar até os meus, me fazendo sorrir também.

_  Eu te amo Justin, por isso eu vim!

             Dessa vez foi ela quem me puxou para um beijo.
Já estava com saudades do beijo dela, de seus lábios molhados e quentes.

[...]


“ _ Queria abraçar o mundo…
_ Você não pode abraçar o mundo!
_ Lógico que posso.
_ Não, não pode.
_ Então… Me da uma abraço?

Eles se abraçam, e ele diz:

_ Viu, acabei de abraçar o meu mundo.”

                  Os olhos de Mary brilharam e ela sorriu envergonhada.

_  Você sempre me fala coisas bonitas .. você é tão incrível Biebs.
_  É porque eu amo você, porque você me faz bem. Estou com saudades suas, saudades da gente.  - disse beijando seu ombro até o pescoço.-  
_  Ambos estão sentindo o mesmo então ... eu já não estava mais aguentando ficar longe de você, longe dos seus abraços, do seu cheiro, da sua voz, do seu toque .. eu te amo tanto.
_  Eu quero você .. agora.

                 Mary tirou a blusa de Justin, que tirou a dela, deixando-a apenas de sutiã.


_  Não seria agradável alguém nos ver assim...
_  Espera um pouco então.

                Justin se levantou, e quando foi trancar a porta viu um enfermeiro no corredor .. disse à ele que não o atrapalhasse e de cara dele entendeu o porque. Ele trancou a porta e já ficou por cima de mim.

                Minhas mãos percorriam por sua coluna enquanto ele beijava meu pescoço e suas mãos tocavam suavemente meus seios que ainda estavam cobertos pelo sutiã, mas logo ele o retirou e jogou em algum canto daquele quarto.

                A cada toque, aumentava o prazer. A cada palavra dita em meu ouvido, aumentava o prazer ... Justin tinha um certo comando com meu corpo, que só ele conseguia.

               Fizemos amor novamente, e dessa vez foi diferente ... foi com mais amor, tinha mais amor que prazer, ele me disse coisas lindas e calava meus gemidos com seus beijos quentes e úmidos. Dormimos ali mesmo.

[...]


               Fomos dar uma volta no jardim, ela levou algumas coisas e fizemos piquenique enquanto assistíamos o pôr do sol. 

_  Eu vou tomar um remédio e já volto.
_  Tudo bem.

               Fui até o meu enfermeiro e tomei os medicamentos precisos e ao voltar, vi Jan deitada de barriga pra cima com os olhos fechados, como se estivesse pensando em algo muito interessante.


_  - sorrindo - que susto.
_  Sou tão feio assim?
_  É.
_  Hmmm, sou?
_  Aham.
_  Então vem aqui.

           Puxei ela e comecei a fazer cócegas e em seguida à enchi de beijos.

_  Hmmm .. que delícia.
_  Sua safada.
_  Você me deixa assim.
_  Jan?
_  Oi?
_  E a mídia?
_  Um saco, tio Scooter marcou um entrevista e eu tenho que ir ... eu vou xingar todos eles se eles falarem merda pra você.
_  Isso, acabe com eles haha sua linda.
_  Seu bobo.
_  E se eles perguntarem da gente?
_  Mais tarde você assiste, trouxe seu iPhone e seu computador.
_  SÉRIO?  - meus olhos brilharam -
_  Sim, só porque você se comportou bem haha antes de eu voltar pra casa levo pra você.
_  Eu não queria que você fosse.
_  Eu também não, mas não posso ficar aqui e tenho aquela entrevista. Mas agora com um celular e com um computador tudo ficará mais fácil.

              Fiquei por mais 1 Hora e me despedi.

_  Aqui suas jóias preciosas haha não se esqueça de me ligar quando precisar, eu amo você.
_  Eu te amo.  - falou me abraçando e selando nossos lábios.-  Obrigada por ter vindo.
_  Eu sempre vou vir.

[...]


               Eu já estava pronta para a entrevista. Minha mãe, tia Pattie e os meninos também foram ... estava nervosa, nunca tinha dado uma entrevista antes.


_  Jan, você entra daqui 5 minutos.  - disse Scooter.

Pareceu mais 5 segundos.

Ellen:  Começamos o programa de hoje, chamando uma convidada muito especial e quero que à recebam com muitos aplausos. Mary Jane, a melhor amiga de Justin.

               Caminhei até o centro do programa com vários aplausos e gritos. Cumprimentei Ellen e a platéia e me sentei.

------------------------- continua -------------------------
Sobre os Comentários:    
Obrigada pelos comentários :) Gabi, eu também quero muito que Deus esteja com ele pra ele não cometer nada grave .. também achei triste kkkk nunca pensei que ia fazer uma IB com ele numa clínica de reabilitação :(, beijos e obrigada! Isadora, Luara, Andressa, Lívia e Vick, continuei ... o que acharam desse? Anna, eu  te amo tanto ♥ bem grandão como diz a Jan HAHA, beijos e eu quero queijo fresco KKKKKKKKKKKKKK u.u obrigada! Nath, que comentário mais lindo, obrigada mesmo, beijos *-*  Iza, obrigada pelo comentários :*

----------------------------------------------------------------
Graças à Deus uma colega do meu pai arrumou a cirurgia pra mim e eu vou ver tudo direitinho amanhã, ou seja, se der saberei amanhã o local, data e horário da cirurgia. Como Terça e Quarta todos os médicos, do Brasil inteiro vão ficar parados, pode ser que eu faça mesmo na Segunda, ou quinta. Me disseram que não é de risco, mas estou com medo desde ontem .. enfim, beijocas e até! Qualquer coisa, postarei no grupo no Face.

  • Participem do grupo no Face para ficarem atualizada com novos capítulos: aqui .
continua - 
Para quem não leu "One more Nigth" ou se leu e quer ler de novo, clique aqui que estou postando no anime *-*
5 Comentários

Beijos,
Dani.

9 comentários:

  1. Está simplesmente perfeito amore! Ah eu entendo, quando eu deixo o Jus mal nas minhas fics me dá uma dor no coração, pq por mais que seja apenas uma história, nós temos medo que aconteça de verdade :( boa sorte na cirurgia, vai dar td certo! E continuaaaaaaaaaaaa

    ResponderExcluir
  2. Vo buscar teu queijo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Sua linda, continua perfeita a IB, fiquei o dia fora, então tava com sdds kkkk n esquece de continuar, to ctg <3
    Beijos e seu queijo fresco!

    ResponderExcluir
  3. aaaaah q divoo mds, tá muito perfeito amr, foi malz q não comententei os outros capítulos mas to aqui de volta e.e , boom continua amr tá divando bezuus ><

    ResponderExcluir
  4. Oi amore, to passando pra lhe pedir uma ajudinha. Estou começando uma fic no tumblr e gostaria da sua opinião. É a primeira que posto entao nao tenho noçao do que estao achando. Poderia me ajudar e dar uma passadinha por la?

    ' http://amantesdokidrauhl.tumblr.com/ ' Beijos e desculpa o incomodo!

    ResponderExcluir
  5. Meu ta muito lindo e muito legal kk'
    Continua *-*
    Bjs
    Nath

    ResponderExcluir
  6. continuaaaaaa

    ResponderExcluir
  7. quanto tempo eu não lia esse tipo de coisa kkkkkk continua <3

    ResponderExcluir
  8. não deu de ver a metade do capitulo :(

    ResponderExcluir
  9. oiie,leitora nova nao da pra ler a metade do capitulo pq??

    ResponderExcluir

Beijos e até o próximo capítulo *-*

Copyright © 2013 | Design e Código: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal