julho 09, 2013

Fall - Capítulo 8

  


Capítulo 8 Hamptons

"Nunca serei capaz de esquecer seus beijos, abraços, carinhos, e até as brigas bobas."

[ ... ]

         Kurt tinha me convidado para ir em uma festa com ele. Minha mãe não queria deixar porque Justin tinha posto na cabeça dela que não daria muito certo e disse para ela abrir o olho com ele, graças à tia Pattie ela deixou.

_  Deixe ela ir se divertir com o namorado dela.. não escute o Justin porque isso se chama "ciúme".
_  Tudo bem, pode ir filha.
_  Eu te amo tia - disse beijando sua testa e subindo pra me arrumar.

             Subi correndo de felicidade e fui tomar um banho.
Foi um banho longo, demorado. Vesti minha roupa, passei minha maquiagem, arrumei meu cabelo, coloquei jóias e por fim o sapato.


_ Tem certeza que vai mesmo? - disse Justin entrando em meu quarto.
_  Qual é em Justin? Você nunca fez isso. Você sabe de algo que não sei?
_  Não, é que sei lá.. ele não parece ser confiável.
_  Relaxa, ele gosta de mim de verdade. Todos falam isso, e ele mesmo me chamou pra conversar sobre isso.
_  Mas..
_  Justin, não vai acontecer nada ok? Eu te amo, mas agora preciso ir porque ele acabou de chegar.

              Dei um beijo e um abraço nele e desci.
Fiz o mesmo com mamãe e tia Pattie.

[ ... ]     

_  Oi princesa.
_  Oi príncipe - selei nossos lábios e logo depois seguimos para a tal festa.

            O local da festa era muito longe, tipo uns 40 minutos da Cidade.

_  Credo, tem certeza que estamos no lugar certo?
_  Claro princesa, vamos.

          Ele segurou minha mão e adentramos a enorme casa que estava cheia de pessoas. 
Do lado de fora haviam pessoas transando, vomitando, lésbicas e tudo o que era de se imaginar e até o que nem passava por nossas cabeças.

           Ao entrarmos, tivemos a mesma visão, só que pior.
Porque diabos as pessoas transam no chão de uma casa cheia de gente? E o pior, eram 3 pessoas fazendo isso juntas. Nojo, era isso que eu estava sentindo.

           Meu estômago se retorcia a cada cena que via ali, me arrependi de ter vindo. Tinham pessoas usando drogas, o cheiro era forte, era horrível.

_  Vamos pra casa?
_  Qual é gatinha? Pega, toma essa bebida.
_  Não, eu não bebo.
_  É bom.
_  Mas...
_  Nem tem gosto de álcool, pode confiar meu amor. Mas não aceite nada de mais ninguém ok?

          Assenti com a cabeça e bebi.


1
2
3

               Estava no 4° copo, e cara, que tipo de bebida gostosa era essa? Eu me sentia estranha, minha cabeça estava girando.. girando.

_  Jan, vamos subir?
_  Vamos.. mas pra que?
_  Vem, você vai gostar.

              Estávamos a caminha da escada quando Cassie me parou:

_  Cuidado, larga de ser tão inocente. Não suba.
_  Qual é a sua em garota?
_  Eu odeio você, mas é sério, larga com essa inocência e não vá com ele.
_  Cala a boca Cassie.. vem Jan, vamos.

                Fiquei com aquilo na cabeça mas com sua ajuda eu subi e fomos parar em um quarto. Ele destrancou, não entendi muito bem o porque dele ter aquela chave, mas ok.

         Sentei-me na cama e ele trancou a porta, sentando-se logo em seguida. 

_  Vem aqui gatinha - disse chegando mais perto.
_  É... vamos descer.
_  Agorinha gata, nem vamos demorar muito.

                   Kurt foi me deitando na cama e beijando meu pescoço. 
Ele já tinha retirado minha jaqueta e começou a subir meu vestido.

_  Kurt, não...
_  Shh
_  Eu já disse que não Kurt.
_  E eu falei pra calar a boca.

            Ele nunca tinha falado assim comigo, ele foi grosso.. seus olhos tinha maldade, ele estava diferente, muito diferente.

_  Para Kurt.. eu quero ir pra casa.
_  Acontece que a chave está comigo e você não vai sair daqui enquanto eu ter o que quero.

           Kurt tirou sua calça e eu comecei a respirar forte de tanto medo que estava sentindo. Ele rasgou meu vestido e eu tinha certeza que estava ferrada.

Eu deveria ter escutado o Justin.
Eu deveria ter escutado a Cassie.
Eu não deveria ter insistido.
Eu preciso voltar no tempo.
Eu não devia ter acreditado nele.
Eu quero o Justin.
Eu preciso do meu Justin.

             Eu já não estava sentindo mais nada além do medo.
Isso não poderia acontecer, minha primeira vez não pode ser assim. Logo eu que esperava tudo ser perfeito.

             Meus olhos estavam pressionados e já estavam começando a doer de tão forte que fechados estavam. Quando eu pensei que não tinha mas nada a fazer, escutei a porta ser derrubada e me senti aliviada como nunca tivera antes ao ouvir aquela voz rouca perguntando se eu estava bem.

_  Jan, Jan você está bem?

            Eu só chorava, não estava em um bom estado para falar algo. Só o momento no qual Justin bateu em cheio na cara de Kurt. 

Um.
   Dois.
      Três.
          Quatro.
               Cinco.

         Seis murros na cara dele fora os chutes.
Kurt estava desacordado e com o nariz e boca sangrando. De repente o som parou e algumas pessoas apareceram no quarto. Justin tirou sua jaqueta e colocou em mim, me pegando no colo para irmos pra casa.

_  Obrigada. 

              Foi a única coisa que consegui dizer.
Ele sorriu mesmo com raiva, me pegou no colo e gritou para aquelas pessoas estranhas saírem da frente. Quando chegamos no carro, vi Cassie vindo em nossa direção com suas amigas e Justin disse:

_  Obrigada.

          Ambos sorriram e ele entrou no carro dando partida.

[ ... ]     

_  Jan, nós vamos pra sua casa.. Nossas mães saíram como sempre e escutei minha mãe chamando a sua para dormir lá. Não diga nada para elas ainda, mas assim que chegarmos quero que me conte tudo o que aconteceu aqui.
_  Eu quero ir na delegacia.
_  Certeza?
_  Eu acho que sim..
_  Então vamos. Estava pensando nisso, mas já que você quer é isso que vamos fazer.

               Fomos na delegacia e por ele ser o "Justin Bieber" foi muito bem recebido. Prestamos queixa e o delegado disse que o prenderia ainda hoje, disse também para Justin ficar despreocupado que não ia falar nada para ninguém já que as fofocas com seu nome estavam fora do normal. Agradecemos e fomos pra minha casa.


[ ... ]     

          Subimos para meu quarto e Justin me levou até ao banheiro.
_  Tome um banho para então conversarmos, vou pegar uma toalha e suas roupas.

          Justin saiu e eu tomei meu banho.
Peguei a toalha que ele tinha deixado pra mim e fui vestir alguma roupa. Justin chegou antes mesmo de eu terminar.

_  Me abraça.. - chorei e ele sentou ao meu lado me abraçando. - Não me solte nunca mais.
_  Fique calma... Jan, olha pra mim - eu olhei -  ele te fez algo?
_  Não Juss, você chegou a tempo.
_  Cassie me avisou.
_  Como?
_  Ela veio até sua casa, perguntou pra sua mãe onde eu morava e me disse o que estava acontecendo, por isso já cheguei derrubando aquela porta.
_  Obrigada Juss, obrigada.
_  Era minha obrigação, agora vamos esquecer isso. Veste uma roupa porque somos adolescentes, e você sabe né.. é difícil segurar os hormônios aqui vendo uma garota só de roupas íntimas na minha frente haha, mesmo sendo minha melhor amiga..
_  Bobo.

            Vesti uma roupa e dormimos.
No dia seguinte contamos para mamãe e Tia Pattie.


[ ... ]   

       A semana se passou.
Tudo foi como todos os dias, não vi mais Kurt que provavelmente estava preso. Estava lá eu dormindo tranquilamente, quando um ser idiota me atrapalha.

_  Arrume suas coisas, vamos para Hamptons hoje - disse Justin entrando no meu quarto e abrindo todas as janelas.
_  Deixe-me dormir.
_  Anda Jan, não temos todo o tempo do mundo.
_  Own Justin, estou com sono.
_  Você dorme durante a viagem.. te faço cafuné.
_  Jura?
_  Sim.
_  Vou arrumar minhas malas então.
_  Tudo bem.
_  Chamou os meninos?
_  Chaz e Ryan?
_  Sim..
_  Chamei, eles vão mais tarde porque Ryan trabalha e para não ir sozinho o Chaz vai esperá-lo.
_  Uai, se quiser eu posso esperar o Ryan e você vai com Chaz. - disse fazendo uma cara sapeca.
_  Não começa. Você vai comigo e pronto. E nada de ficar toda assanhada pra cima dele quando ele chegar.
_  Acho que alguém aqui está sentindo ciúme estranho.
_  Ciúme estranho?
_  Sim, você está me amando, mas não assume logo.
_  Boba, vou te esperar lá embaixo.

            Justin desceu e passados alguns minutos terminei de arrumar minhas coisas. Nos despedimos de nossas mães e fomos pro aeroporto.

_  Juízo vocês dois.
_  Usem camisinha.
_  Qual é a sua mãe? haha que horror.. somos só amigos.
_  São dois adolescentes vivendo sozinhos por algumas semanas em uma casa distante de nós.
_  Não se preocupem, se acontecer algo os fotógrafos registrarão haha tchau.

[ ... ]   

         A casa que Justin tinha em Hamptons era perfeita.
Chegamos após horas e horas de voo. Os meninos chegaram mais tarde.

_  Oi Jan - disse o gato do Ryan.
_  Oi Butsy. Chaaaaaaaaaz meu amor - disse pulando em seu colo. - Que saudades caralho, você nunca vai me ver, só se preocupa quando o Justin está.
_  Desculpa pequena.
_  Como é que é? Você não estava cuidando dela pra mim/?
_  Eu estava Bieber. - falou Butsy me abraçando selvagemente. -
_  Larga ela seu tarado. - disse Bieber me puxando para ele.
_  Parem de me amar caramba. Você é safado demais Ryan, não dá haha e Justin, assume logo que me ama enquanto ainda é tempo...

-  continua  -

Uma Belictioner: Vemk me abraçar agora *------*
Bem vinda leitora nova.

Para quem não leu "One more Nigth" ou se leu e quer ler de novo, clique aqui que estou postando no anime *-*
7 Comentários

 Beijos,
Dani.


CHOREM COMIGO ! Beijo .

5 comentários:

  1. selinho para ti > http://imaginnedirectionerandbelieber.blogspot.pt/2013/07/2-selinho.html :D

    ResponderExcluir
  2. Caraaaaaaaaaaa perfeição *-* continua ^^

    ResponderExcluir
  3. to indo *O* , krl justin me come , scr q perfeiçãaaaaao, meu deus , amei <3

    ResponderExcluir

Beijos e até o próximo capítulo *-*

Copyright © 2013 | Design e Código: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal